Seguidores

domingo, 31 de maio de 2015

Em nosso ninho sou teu passarinho






O sol nos ilumina nesta tarde
E no teu peito encontro o meu descanso
Sinto a paz que me abraça e que me invade
Te abraço para sempre e nunca canso

Estou contigo e sou felicidade
A paixão nos afaga num balanço
O nosso amor é só cumplicidade
Nossas almas se juntam no remanso

Nossa chama acolhida pelo vento
Queria que fosse eterno este momento
Creio que te amar faz luz no meu caminho

Vivo a sentir um laço de esplendor
No teu coração vou fazer amor
Em nosso ninho sou teu passarinho

Janete Sales Dany 
  T521983
Licença Creative Commons
O trabalho Em nosso ninho sou teu passarinho de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 Soneto Decassílabo Heroico
Versos com dez silabas
 com sílabas tônicas 
nas posições sexta e décima silabas
Quatorze versos e quatro estrofes:
 
Separação de silabas poéticas:

terça-feira, 26 de maio de 2015

Sonho que se eternizou em linhas de nostalgia!



Adormeceu...
Encostou a cabeça nas nuvens
E foi indo, devagarzinho para lá deste mundo...
Fez morada num universo fecundo

Sonhou...
Com flor nascendo no céu
Com ave flutuando no mar
Com peixe querendo voar

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Beijos no coração...



Beijos no coração de quem sabe amar
Ama por completo sem querer dominar
Beijo no coração de quem faz o bem
Vive repartindo a alegria que tem

Beijos para quem ama de coração
E dos que sofrem tem compaixão!
Sabe usar a palavra gratidão...
Sabe amar sem discriminação

terça-feira, 19 de maio de 2015

Morro hoje...



Se eu morrer não me acorde deste pesadelo
Deixe que eu fique sentindo o meu gelo
Quero viver a minha morte com coragem
Voltarei mais forte desta estranha viagem

 
Uma ausência que não agasalha com terra...
É como se eu enfrentasse a minha guerra
Tenho que morrer às vezes para renascer
Tenho que viver morrendo para crescer

 
Já morri no domingo de sol e de alegria
Já morri em dias em que a primavera nascia
Já morri quando muitos se esqueceram de mim
Foram muitas ás vezes em que eu senti o meu fim...

 
Morro hoje e com certeza amanhã de novo...
Uns percebem, e outros, eu nem comovo!
Por que calar a tormenta da minha morte?
Foi ela que no decorrer da vida me fez forte...

 

segunda-feira, 18 de maio de 2015

A magnitude do tempo vem nos chamar





Com persistência a aurora vai surgir
Nisto eu vejo um ensejo para sorrir
Nós somos frações nesta harmonia
O galo sempre celebrou o novo dia

 
A esperança nos brinda com um aceno
O sol radiante seca as gotas do sereno
A magnitude do tempo vem nos chamar
Este é o instante em que precisamos renovar

Fronte fascinante que surge bem cedinho!
Tantas são as cores expostas neste carinho...
A noite vivenciou a hora de oferecer a lua
Neste instante é a vez do sol alegrar a rua


Eu sou capaz de decidir o que abraçar
Lamentar ou apreciar as ondas do mar
Eu posso acolher este abraço do amanhecer
Seguir em frente e não deixar o ideal morrer...

quinta-feira, 14 de maio de 2015

A magia de um colorido que inebriava...


No parque desabava uma chuva sem fim...
Este dilúvio perdurava dentro de mim
Árvores frondosas com folhas de todas as cores
O irisado daquele desenho assistia as minhas dores

Poucas horas antes, o cenário era diferente...
Em vez de solidão, o lugar estava repleto de gente!
Gritos de crianças que corriam; brincando de esconder...
Um casal se beijando; tinham acabado de se conhecer!

O pipoqueiro indagava: – Quem vai querer?
O canto dos pássaros era a canção; aquecia o coração!
Um horizonte de encontros e reencontros era a gravura...
Isto só durou até que chegasse ao céu uma nuvem escura!

terça-feira, 12 de maio de 2015

Renascerá um ser que ainda há em nós!


Não acredito, eu não posso acreditar...
Eu vejo o verde morrendo de norte a sul...
A fumaça se dispersando neste céu azul!

É triste, eu não quero olhar...
A fome dizimando várias vidas neste planeta fecundo...
Discórdias tolas que nos aproximam do fim do mundo!

Não aceito, eu não posso aceitar...
Animais engolindo o lixo que foi jogado no mar...
O plástico flutuando nas águas fazendo a natureza chorar!

É horrível, eu não quero olhar...
Milhares de pássaros presos sufocados pela ambição...
Uns morrem; outros perdem a liberdade de ser o que são!

Não aprovo, eu não posso aprovar...
Todo homem que nasce a vida quer desvirtuar...
Tudo seria perfeito se desde pequeno fosse ensinado a amar!

Novo Endereço da Peapaz Poetas e Escritores da Paz




Novo endereço do meu perfil na PEAPAZ

Site onde tenho várias publicações,
Acrostico, Soneto, Indríso, Rondel, contos...
participo e participei em várias Antologias

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Já fui um templo de alegria...



Sou um bosque quieto
Não recebo o canto dos pássaros
Não tenho os pingos da chuva
Não abraço os raios do sol

Já fui um templo de alegria...
Em que o canto do pássaro se ouvia
Em que a chuva abençoada caia
Em que a luz do sol acariciava o dia

Sou um lugar adormecido
Não há borboletas, por elas fui esquecido!
Não há lua a clarear a noite escura...
Sou ambiente em que a voz da saudade murmura

Já fui um templo de magia
Em que as borboletas completavam a harmonia
Em que a lua cheia visitava a noite, e fazia poesia...
Perfeita energia, surgiam canções com a voz da ventania!

Sou um bosque desabitado
Já fui um bosque encantado

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Minha Mãe Meu Anjo




Minha mãezinha querida
Vivia querendo me dar a sua vida
Sentia uma fome danada
Porém o que tinha me dava

Sorriso, flores e lágrimas...





Não foi fácil caminhar
Eu sorri e não me sorriram
Eu plantei flores e alguns as arrancaram
Eu enxuguei lágrimas e me fizeram chorar
Eu quis abraçar e muitos se afastaram
Porém quando eu olho para trás...
Percebo que tudo que fiz de bom aos outros
Ainda está comigo
Guardo nas minhas lembranças o meu sorriso, 
as minhas flores e as lágrimas que sequei!
E só por causa disto eu sinto Deus me abraçando...

Janete Sales Dany 
Poesia Registrada na Biblioteca Nacional
Registro: 606039
Licença Creative Commons
O trabalho Sorriso, flores e lágrimas... de Janete Sales "Dany" foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Clique no link abaixo para ver esta poesia na Antologia CEN:

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Viver é pensar!



Certa vez um pintor desenhou uma moça pensando
Imagino o que ele quis nos mostrar; viver é pensar!
Até hoje o olhar dela não revela qualquer segredo
O personagem não aparenta nenhum medo
Pintura que ostenta um matizado cativante
E não deixa transparecer algo no semblante

Poderia ter colocado um sorriso neste rosto
Poderia ter deixado o sentimento mais exposto
Imagino que ele quis nos causar uma inquietação
Nunca vamos saber o que ela trazia no coração
Será que estava imergindo na nostalgia?
Ou estava voando no céu da fantasia?

Quem sabe um dia eu decifre esta gravura
Quem sabe eu me desenhe nesta tela, loucura?
Imagino que ele quis nos causar uma curiosidade
Um rosto singelo de olhar distante não exibe a verdade!
Só sei que parece uma princesa de cabelo cacheado...
Quadro que sobressai na parede por ser requintado

Peço perdão ao pintor por tantas interrogações
Esta formosura não nos deixa ver as emoções
Imagino que ele sorriu ao desenhar este cenário
Teria ocultado os segredos dela em algum diário?
Não me pergunte o que ela está pensando
Se eu nem posso dizer o que está olhando 


Portanto, observo, e vou meditando...
Imagino o que ele quis nos mostrar; viver é pensar!

Janete Sales Dany 
Licença Creative Commons
O trabalho Viver é pensar! de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Diploma que recebi da Peapaz por participar:
Antologia Imagem e Literatura nº 45:
Silent Contemplation
Imagem do Pintor: 

Obra: Silent Contemplation  
(Contemplação silenciosa, Silenciosa contemplación)
Autor: Pino Daeni
Estilo: Impressionista

Esta e outras Poesias, Sonetos, Rondel, Indriso, Acrostico, Reflexão,
e pensamentos estão na PEAPAZ Poetas e Escritores da Paz:

Clique neste link e viaje num mundo de fantasia:


http://peapaz.ning.com/profiles/blog/list?user=3dxs9qbm93u45