Seguidores

domingo, 24 de abril de 2016

Vou me amar - Soneto Decassílabo Heroico



Amanheceu na minha vida, amor!
Talvez vou rir só para disfarçar
Se for triste acho que seguro a dor
Se for enlevo  vou comemorar


Que eu não perca o meu senso sonhador
E muitos vão querer me machucar
Vou mirar com olhar de vencedor
É o fim do meu sofrer, eu vou me amar!



Engoli tantas lágrimas meu bem
Eu trago em mim um mar que é meu refém
Travo, eu não quero inundar nossa terra!

Neste mundo só quero estar sorrindo
O meu ser sabe que vivo mentindo
Se chorar, como enfrento a minha guerra?

Janete Sales Dany
Poema@todos os direitos reservados
Registrado na Biblioteca Nacional
No Livro:
"CÂNTICO DA ETERNIDADE" E OUTRAS
Registro: 698251

Licença Creative Commons
O trabalho Vou me amar de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

4 comentários:

  1. Você enfrenta a sua guerra com essas belas poesias e o resultado é a paz no coração de quem a le. A paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia caro amigo escritor Eduardo Samuel. Fico feliz que apreciou. Uma honra tê-lo presente aqui no Blog. Uma semana de paz Grande abraço Volte sempre.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Quanta honra sua presença querido amigo Escritor Jose Balbino. Fico muito feliz que apreciou. Um fim de semana de paz Volte sempre Grande abraço.

      Excluir